quarta-feira, 28 de abril de 2010

Linha 2 do Metrô já está saturada

Antes considerada a mais livre, confortável e moderna do Metrô paulistano, a Linha 2-Verde (Sacomã-Vila Madalena) começou a enfrentar recentemente os mesmos problemas de superlotação que já atingem outros troncos do sistema. Em março deste ano, foram registrados 38 mil passageiros por hora e sentido nos horários de pico. Apesar de ser pequena em relação a outras linhas, a quantidade já está acima da capacidade máxima estipulada - de 35 mil.

A média de passageiros transportados por dia na linha passou de 416,4 mil em março do ano passado para 472,1 mil no mesmo mês de 2010. Dois fatores explicam o aumento: a restrição aos fretados, que jogou mais pessoas na rede de Metrô, e a inauguração da estação Sacomã, em janeiro.

“A cada estação inaugurada é acrescentada uma demanda que não existia. Você precisa reforçar a quantidade de trens para atender a essa população”, diz o consultor e ex-engenheiro do Metrô Horácio Figueira.

Em menos de dois meses de operação, a Estação Sacomã já é responsável por injetar 6,8 mil passageiros por dia no horário de pico. O número é consequência da grande quantidade de ônibus que param no principal terminal do bairro, que recebe 24 linhas municipais e 19 intermunicipais - vindas principalmente do ABC.

A Linha Verde também foi afetada pela restrição aos ônibus fretados, em 2009. Como esses coletivos não podem mais entrar no centro expandido, os originados da Baixada Santista ganharam um terminal na estação Santos-Imigrantes. Por isso, essa foi a segunda estação que mais cresceu em toda a rede: 239,5%.

O presidente da Associação dos Engenheiros e Arquitetos do Metrô de São Paulo (Aeamesp) José Geraldo Baião, acredita que a situação na linha ficará melhor assim que todos os 16 novos trens comprados para esse ramal estiverem em operação. “Hoje são 13. Com os novos, a situação vai melhorar. A alta demanda mostra que o cidadão não quer mais ficar parado no trânsito e passa a usar meios de transporte que lhe proporcionem ganho de tempo.”

As previsões são de que a Linha Verde esteja cada vez mais sobrecarregada, com a inauguração das Estações Tamanduateí e Vila Prudente, ambas previstas para o primeiro semestre deste ano. Na primeira, haverá conexão com os trens da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) na linha 10-Turquesa.

“Vai distribuir a demanda da rede e isso pode aliviar outras linhas e até a CPTM. Mas a Linha Verde nunca mais vai ter o conforto que tinha antes. Vai receber todo o fluxo que vem de Santo André e que pode seguir para a Paulista ou fazer baldeação para a zona sul. A Paraíso vai ser a nova Sé”, prevê Figueira.

Já na Estação Vila Prudente será feito acesso de passageiros que utilizam sistema de ônibus municipal vindos da zona leste e param no terminal Vila Prudente, assim como do terminal do Expresso Tiradentes.

0 comentários:

Postar um comentário

Ver e Rever Copyright © 2011 | Template created by Ver e Rever | Powered by Blogger