quarta-feira, 19 de agosto de 2009

Assessora de Yeda é indiciada pela PF por corrupção e formação de quadrilha

Assessora direta da governadora do Rio Grande Sul, Yeda Crusius, do PSDB, a funcionária Walna Vilarins Meneses foi indiciada por corrupção passiva e formação de quadrilha pela Polícia Federal, sob suspeita de envolvimento em fraude em licitação.

A assessora esteve na superintendência da PF para depor, mas optou por ficar calada. Ela também é ré na ação de improbidade administrativa movida pelo Ministério Público Federal contra nove pessoas, entre elas a própria Yeda e o presidente do Tribunal de Contas do estado, João Luiz Vargas.

O advogado de Walna, Norberto Flach, afirma que a PF se equivocou ao interpretar falas de sua cliente em diálogos interceptados com ordem judicial.

As gravações mostram conversas de Walna com Neide Bernardes, da Magna Engenharia, empresa suspeita de pagar propina a agentes públicos para obter favorecimento em licitações.

Neide é uma das 19 pessoas contra as quais, na semana passada, o Ministério Público Federal ajuizou denúncia por lavagem de dinheiro e formação de quadrilha com base nas investigações da Operação Solidária.

Nos diálogos, Walna e Neide, conforme a PF, falam sobre entrega de flores, que seria código para pagamento de propina.

Ontem, a governadora lançou o Portal Transparência RS. Numa apresentação à imprensa, ela e o presidente do TCE falaram sobre a iniciativa, ao lado do presidente da Assembleia Legislativa, Ivar Pavan (PT), do presidente do Tribunal de Justiça, Armínio José Abreu Lima da Rosa, da procuradora-geral de Justiça, Simone Mariano da Rocha, e do secretário estadual da Transparência, Francisco Luçardo.

Com dados a partir de 2008, o portal apresenta números orçamentários dos três poderes, do TCE e do Ministério Público, e os salários dos funcionários, sem vincular valores a pessoas.

— É um instrumento de acesso universal, que só tende a avançar. Estamos abrindo os dados da execução financeira e orçamentária do Rio Grande do Sul através da internet.

Eles são completos e descem aos detalhes de cada despesa realizada e de cada receita auferida — disse Yeda.

0 comentários:

Postar um comentário

Ver e Rever Copyright © 2011 | Template created by Ver e Rever | Powered by Blogger