terça-feira, 30 de junho de 2009

PT está pedindo para perder em S.Paulo


Uma semana depois de o PT ter decidido que todas as discussões sobre a sucessão ao governo de São Paulo seriam centralizadas em uma comissão, 15 dos 19 deputados estaduais do partido lançam hoje um abaixo-assinado em defesa da candidatura do atual prefeito de Osasco, Emidio de Souza (PT).

O abaixo-assinado revela que a reunião não foi suficiente para pacificar a legenda. No encontro, foi decidido que o líder na Assembleia Legislativa, Rui Falcão, o presidente estadual do partido, Edinho Silva, o líder na Câmara dos Deputados, Candido Vacarezza, e o líder no Senado, Aloizio Mercadante, seriam os responsáveis por todas essas articulações.

Falcão foi um dos que não assinaram -ele é do grupo da ex-prefeita Marta Suplicy.
Desde que surgiu o nome do deputado federal Ciro Gomes (PSB-CE) como possível candidato da base do presidente Lula ao governo de São Paulo, o partido está em disputa aberta entre vários grupos, cada um tentando buscar espaço para seu candidato ou uma posição melhor para negociações futuras.

Segundo o deputado estadual Carlinhos Almeida, a decisão "está em sintonia" com a reunião da sigla. Emidio não alcançou um ponto na última pesquisa Datafolha para o governo, realizada entre os dias 26 e 28 de maio.

0 comentários:

Postar um comentário

Ver e Rever Copyright © 2011 | Template created by Ver e Rever | Powered by Blogger