sábado, 7 de novembro de 2009

PF prende secretário e mais 4 por fraude de R$ 5,5 mi na PB

A Operação Inapto da Polícia Federal (PF) prendeu nesta sexta-feira cinco pessoas suspeitas de fraudar o Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) na Paraíba. Entre os detidos, está o secretário municipal de Agricultura de Pombal (PB), Felemon Benigno de Araújo Filho.

Segundo investigação da PF, o prejuízo chega a R$ 5,5 milhões. O grupo teria "laranjas" para obter crédito do programa de financiamento. De acordo com a PF, auditorias no Banco do Brasil e no Banco do Nordeste, locais onde os créditos fraudulentos seriam concedidos, confirmaram o esquema.

Além do secretário, foram presos o ex-gerente da agência do Banco do Brasil de Pombal Wladimir Magnus Bezerra Japyassu, o fazendeiro Paulo Gomes Vieira e os irmãos Marcos Roberto Formiga de Almeida e Orlando Formiga de Almeida, que atuariam como intermediários para a concessão de financiamento.

De acordo com a PF, um dos envolvidos no esquema estaria ameaçando funcionários do Banco do Nordeste. Os detidos serão ouvidos pela Polícia Federal, que tem o prazo de 15 dias para relatar o inquérito e enviá-lo ao Ministério Público Federal na Paraíba. Após o recebimento do material, cabe ao MPF analisar a probabilidade de oferecer denúncia contra os indiciados pela polícia. A pedido do MPF já foi decretada a quebra do sigilo bancário dos envolvidos.

A operação cumpriu ainda mandados de busca e apreensão nas cidades de João Pessoa e Sousa (PB). Devido às supostas fraudes, os bancos decidiram adotar critérios mais rígidos para a concessão dos financiamentos, que estariam suspensos desde a descoberta do esquema.

0 comentários:

Postar um comentário

Ver e Rever Copyright © 2011 | Template created by Ver e Rever | Powered by Blogger