quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

Questão crucial passa a ser vice



Um ano de articulação, prévias regulamentadas, prévias engavetadas, jogral entre pré-candidatos em horário nobre na TV, e o governador mineiro, Aécio Neves (PSDB), caminha, aos poucos, para o desembarque da candidatura à Presidência. Se não houver nenhuma mudança no cenário até o ano que vem, Aécio tentará colocar em prática o discurso, não por acaso cada vez mais frequente, da "dedicação à eleição mineira".

Aécio deu sinais de que o seu tempo tem se esgotado. Anteontem, por exemplo, lançou sucessor o seu vice, Antonio Anastasia, o que enterra, de certa forma, o arranjo com o PMDB mineiro, de Hélio Costa, em torno de seu projeto presidencial. Serra, por sua vez, coleciona vitórias. O escândalo com o aliado DEM no Distrito Federal voltou a atenção da cúpula democrata para o seu quintal, aliviando o tucano da pressão dos que "jogam contra", segundo definição de serristas - leia-se aí a ala do presidente do partido, Rodrigo Maia. Outro ponto positivo foi o crescimento do governador na pesquisa Ibope desta semana.

Aécio e Serra reúnem-se sexta. Soará como canção antiga. O mineiro insiste na definição até o final do ano. Como Serra resiste, valerá o velho ditado: o que não tem remédio, remediado está. Para o público, fotos e discurso de que marcharão unidos. Mas a questão que realmente ficará para 2010 é se Aécio terá "nervos de aço" e resistirá à pressão crescente para que seja vice.

0 comentários:

Postar um comentário

Ver e Rever Copyright © 2011 | Template created by Ver e Rever | Powered by Blogger