sexta-feira, 22 de maio de 2009

Após apoio do DEM, CPI contra Yeda depende de 3 deputados


Dois dos três deputados do DEM, partido do vice-governador Paulo Feijó, assinaram ontem o requerimento para a criação da CPI para investigar a governadora do Rio Grande do Sul, Yeda Crusius (PSDB), por supostos atos de corrupção.
A tucana e o democrata se tornaram adversários políticos quando ainda eram companheiros de chapa em 2006.

Com os dois nomes do DEM, sobe para 16 o número de deputados apoiam a investigação (nove do PT; dois do PSB; dois do PDT e um do PC do B). Um terceiro pedetista prometeu, mas ainda não assinou o pedido. Para criar a CPI, é preciso a adesão de 19 dos 55 deputados.

Yeda é suspeita de ter recebido parte do dinheiro para comprar a casa onde mora de um suposto caixa dois da campanha de 2006.

A governadora sempre rechaçou acusações de irregularidades na compra do imóvel e diz que foi inocentada pelo Ministério Público Estadual, que arquivou o caso.
A adesão do DEM era previsível desde a semana passada, quando democratas prometeram apoiar a CPI se o pedido alcançasse 17 assinaturas, mas foi antecipada depois que a briga com os tucanos voltou a esquentar.

Na quarta, o deputado Coffy Rodrigues (PSDB) disse que uma das empresas do vice-governador, a APF Participações S.A., mantinha ilegalmente contrato com a Ulbra (Universidade Luterana do Brasil), que tem convênios com o Estado. Da tribuna, o tucano pediu o impeachment do vice.

Feijó nega que haja irregularidade. Alega que a Ulbra é uma instituição privada e que a firma de participações, gerida por um irmão, não tem contratos com o Estado.
O chefe da Casa Civil, José Alberto Wenzel, disse que é "bastante remota" a instalação da CPI. "Estou cada dia mais seguro de que essa CPI não sai. Não há fato novo. E os deputados sabem disso."

Carregando velas, sindicalistas e estudantes fizeram ontem à noite em Porto Alegre mais um protesto pelo impeachment de Yeda.
O ato reuniu 4.000 pessoas, segundo a Brigada Militar e os organizadores, respectivamente

0 comentários:

Postar um comentário

Ver e Rever Copyright © 2011 | Template created by Ver e Rever | Powered by Blogger